Back to home
Em Relacionamento. Amor e Sexo

Três coisas boas da mãe problemática

  • 14 de maio de 2017
  • Por Selma Arau
  • 0 Comentários
Três coisas boas da mãe problemática

Entregue para adoção, hoje com trinta anos, ela resolveu procurar a mãe biológica. O desejo de saber o que houve e, quem sabe, manter um relacionamento afetivo com aquela que lhe deu a vida.

Depois de muito pensar, ouvir o marido e a família adotiva, ela foi realizar seu sonho…

O encontro não foi dos melhores, afirmou. Aliás, foi péssimo! A frase dita pela mãe não saia de sua cabeça. “Vá para sua família. O que faz aqui? Só aceitei te ver para falar isso. Sua mãe não sou eu. Eles te criaram. Não me procure mais”.

Palavra de mãe tem a força de um raio, seja ela positiva ou negativa. Alguém duvida?

Como você se sentiria? Qual seria a reação?

Fiquei reflexiva. Tocou-me profundamente. E veio a mensagem…

Mães problemáticas têm que ter algo a nos ensinar, pois a pessoa só dá o que tem.

Quando sabemos que recém-nascido foi lançado na lixeira, a primeira coisa a se pensar é no quanto de saúde mental, emocional e espiritual essa mulher tem.

Da mesma forma, é este caso. Tentar entender não resolve. Aceitar, sim!

A pessoa pode viver na dor, na raiva, na tristeza e até no ódio, a vida toda. Isso só aumentará o sofrimento. É como se repetisse aquela fala todos os dias e o tempo todo. Martírio!

A melhor maneira é deixar com a mãe o que é dela. Perceber que isso não tem nada a ver com você, mas sim com ela. Algo nela é diferente de você.

Ao fazer isso você abre espaço para a compaixão, que é um dos ingredientes para o nascimento do amor.

Depois, comece a agradecer o que de bom ela te deu. Nada? Se você está vivo já é o suficiente para agradecer, e muito.

Observe que já foram duas coisas boas, hein!

O exemplo dela serve como parâmetro para você não fazer igual. Vai tentar dar a seus filhos o que não teve, ser mais amor.

O que será ótimo, desde que faça de coração e não para apontar o dedo e se dizer melhor do que ela.

Esses movimentos te ajudarão a desenvolver o tal do amor incondicional, que é quando a gente simplesmente ama o outro, sem nenhuma expectativa ou explicação. Apenas ama.

Tá aí o melhor presente dessas pessoas desafiadoras da alma. Desenvolver a capacidade de amar. Ame-a.

Feliz Dia das Mães!

Por Selma Arau, 14 de maio de 2017
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre mim

Muito prazer! Eu sou Selma Arau

Uma experiência traumática na infância poderia ser o motivo para que tudo desse errado em minha vida. Mas toda dor, sofrimento e quedas foram utilizados para a realização do meu sucesso, no amor, carreira, na vida. Através de meus livros, artigos e palestras, quero ajudar você a se transformar e descobrir qual é o segredo para conquistar o seu sucesso.

Saiba mais
Calendário de eventos
Chá de Lingerie
Chá de Lingerie
INSTAGRAM
Instagram API currently not available.
Siga-nos

Assine nossa newsletter

Preencha seus dados e receba nossas atualizações.
Instagram API currently not available.