fbpx
Pode ser muito difícil abrir seu coração para amar de novo depois que você foi ferido. E eu entendo, eu também passei por isso. Quando nos machucam, às vezes desistimos do amor. E quando não nos permitimos amar de novo, perdemos coisas boas da vida, principalmente a possibilidade de encontrar um amor que realmente faça valer a pena. Hoje eu vou te mostrar 5 maneiras de se abrir para um novo amor. Confira:  

Pense na decepção como algo do passado

Você não pode levar a decepção com você. Pode ser difícil esquecer e superar, mas não tem que ser o primeiro pensando quando você conhecer alguém novo. A pessoa que te decepcionou no passado não está “viva” no presente. Então, por que deixá-la influenciar no seu futuro?  

Confie no universo, em Deus e no que você quiser acreditar

As coisas vão melhorar. É clichê, mas existe um futuro melhor para você, uma vida sem lágrimas e tristeza. É por isso que você precisa confiar e acreditar que as coisas vão se acertar e que o passado você não pode mudar.  

Aprenda com tudo

A verdade é que, às vezes, você precisa tomar um sacode para agir. Você precisa cair para se levantar. Então, para abrir seu coração para amar de novo, você precisa olhar para o que sua decepção te ensinou. Talvez você tenha aprendido a se amar mais ou se afastar quando necessário. Aprender com seus erros do passado é a melhor maneira de reconhecer o amor que você merece.  

Entenda que fechar o coração não é a melhor opção

É normal, até saudável, na verdade, ter uma barreira sobre si, mas fechar-se completamente e passar a ter uma visão negativa sobre o amor só te fará mal, te deixará infeliz.  

Aceite que o amor é sempre um risco

Se abrir para alguém sempre terá um risco, pois o resultado positivo não é garantido. No entanto, como tudo na vida, algumas coisas valem o risco e, se apaixonar, pode ser uma maneira de se sentir vivo.   Você é amável e merece ser amada. Você continua tentando ser uma pessoa melhor, então lembre-se do quão incrível você é e que você é uma pessoa digna de um amor incrível.

Sou escritora, com publicações na Europa, Colunista, Life Coach e Consultora de Relacionamento, Sexualidade, Carreira, Palestrante para empresas, universo feminino e casais. Sou ainda orientadora Sexual formada pelo Cesex – filiado a WAS (World Association Sexology), tenho Formação Internacional em Análise Bioenergética (in training).