fbpx
Uma mancha de batom na camisa, um brinco ou batom no carro, um recibo suspeito no bolso da calça ou um perfume diferente impregnado… Esses eram sinais clássicos de possíveis traições. Mas os tempos são outros, e trouxeram o que é chamado de microtraição. Quem nunca passou por situações assim? A infidelidade é um dos males que rondam os relacionamentos. E com as tecnologias e a internet, novas formas de balançar relacionamentos surgiram.  Primeiro o celular, depois as redes sociais. Uma ligação suspeita, uma espiada, uma curtida, um comentário suspeito e pronto! Está armado o cenário suspeito.  Mas afinal, o que é microtraição? Pode se transformar em uma traição real? Existe “trair só um pouco” ou “trair, mas não de verdade”?  Se você tem essas dúvidas, deve ler este artigo.

O que pode ser considerado microtraição e o que fazer nessas situações

O que é microtraição?Bem, você já entendeu, não? Microtraições são aquelas pequenas ações que não sabemos se são graves ou não, se significam infidelidade do parceiro ou não e se têm potencial para se tornarem verdadeiras.  Quem nunca desconfiou de uma curtida do parceiro em uma foto de uma menina que você nem conhece e que não é do círculo de amizades do casal? As redes sociais e aplicativos são, inclusive, o motivo de grande parte dos divórcios e separações nos últimos anos — e não sou eu quem está dizendo isso, são especialistas.  Em um artigo no site JusBrasil, um dos maiores da área do Direito, juízes e advogados de Direito da Família fazem essa afirmação. E veja bem: tudo começa com uma microtraição. Minha ideia não é deixá-las inseguras, mas sim, enfatizar algumas coisas, como o amor próprio, o diálogo na relação e o comprometimento dos parceiros.E, é claro, o respeito antes de tudo. Por isso, amiga, fique atenta aos sinais. E, principalmente, se ame ao ponto de não deixar homem nenhum fazer isso com você.

Possíveis sinais de microtraição e infidelidade

Infidelidade e traição abalam qualquer pessoa. O abalo moral é tanto que pode causar sérios problemas emocionais e de autoestima. Por isso que sempre digo: ame mais a si mesma. Sempre.  Além disso, fique atenta a isso:
  1. Perfis em aplicativo de namoro

O crush não excluiu o perfil do aplicativo de namoro, mesmo depois que a relação de vocês se tornou mais estável e mais séria? Complicado — e muito sério. Você deve conversar com ele, tentar descobrir a razão e chegarem, como casal, a um consenso. Mas atenção: isso vale quando você flagrou ele mexendo no aplicativo ou se algum amigo lhe deu “um toque” ao ter visto. Nesse caso, você deve perguntar se é verdade, ok? Jamais, veja bem, jamais, mexa no celular ou no computador dele sem permissão. 
  1. Curtidas assíduas nas redes sociais de outra pessoa

Se o seu parceiro curte a foto de uma menina/mulher que você não conhece e você vê, já fica “com a pulga atrás da orelha”, não é mesmo? Mas curtir uma vez, tudo bem...vai ver é uma conhecida, amiga de um conhecido etc.  No entanto, se isso se repete, fique atenta! Pode ser mais do que uma curtida aleatória. Frisamos de novo: nada de invadir a privacidade do parceiro, nada de exigir ter as senhas das redes sociais. Lembre-se que respeito deve uma ser uma via de mão dupla.
  1. Visitar assiduamente o perfil de alguém nas redes sociais

Veja bem, ter amizades em sigilo não significa que seu parceiro é infiel. Muitas vezes nem há nada por trás, mas ele esconde porque a parceira é super ciumenta, possessiva e, não raro, obsessiva. No entanto, se você compartilham o computador, e digamos que você veja pelo histórico de navegação que um perfil é frequentemente visitado por seu parceiro, é hora de você perguntar o motivo. Se for recorrente, isso pode ser um sinal de interesse. Mas preste atenção: avalie com calma, converse tranquilamente e resolvam a situação sem partir pra briga ou discussão. Tenha em mente que esse tipo de atitude nem sempre pode ser com a intenção de consumar a traição. Como lidar com uma microtraiçãoOutros sinais:
  • ter um perfil falso cadastrado nas redes sociais (e sobre o qual você nunca ouviu falar);
  • construir uma amizade com alguém na internet sem contar ao parceiro;
  • enviar mensagens para a ex, principalmente se são escondidas e acompanhadas de emojis ou palavras carinhosas;
  • manter conversas no WhatsApp — ou em outro aplicativo — de teor romântico ou sexual, seja através de texto ou de emojis;
  • visita a sites voltados para casos extraconjugais;
  • comentar fotos de outras pessoas com palavras ou emojis românticos ou com frases de sentido dúbio.

Como resolver problemas de microtraição

Conversar e estabelecer limites é minha dica. Todos sabemos que para manter um relacionamento saudável é preciso franqueza e respeito pelo companheiro/a.  Você precisa ser sensata e analisar bem a situação. Nada de tomar decisões de cabeça quente. Avalie, converse com seu par e veja se vale a pena desculpá-lo, se a explicação dele foi convincente etc.  Agora, se você acha que a microtraição não é “desculpável”, decida o que é melhor para você e o que vai deixá-la bem.  Além disso, se precisar sabe que sempre pode contar comigo. E, se precisar de uma força para “levantar” após uma micro ou macro traição, faça meu curso MBA - Mulheres Bem Amadas na cama e fora dela.  Siga meu canal no YouTube, lá você também terá excelentes dicas sobre amor, sexo, relacionamentos etc.  Agora nos conte: você já passou por situações de microtraição? Como foi sua experiência? Comente aqui e compartilhe nosso artigo com as amigas!

Sou escritora, com publicações na Europa, Colunista, Life Coach e Consultora de Relacionamento, Sexualidade, Carreira, Palestrante para empresas, universo feminino e casais. Sou ainda orientadora Sexual formada pelo Cesex – filiado a WAS (World Association Sexology), tenho Formação Internacional em Análise Bioenergética (in training).