fbpx
O que define uma mulher boa de cama? Você sabe responder? Bem, posso dizer que há vários fatores e que muitos estão diretamente ligados à forma como as pessoas encaram e sentem o sexo.  Sim, porque nem todo mundo é atraído pelas mesmas coisas, não é mesmo? Enquanto um boy se encanta com uma atitude mais ousada, outro se encanta com sinais mais sutis.  O que se deve considerar é não se prender a tabus, preconceitos e pré-conceitos. O segredo é curtir o prazer a dois — sim, a dois! Porque sempre que falo em sexo delícia, me refiro ao prazer mútuo e não de você fazer o que o boy quer só para agradar.  Então vamos à dicas? Acompanhe!

Como ser boa de cama? Dicas imperdíveis!

1 - Esteja de bem com você

O primeiro passo para ser ou se tornar uma mulher boa de cama é ter uma boa autoestima e se amar.  Vergonha do corpo, neuras por causa de celulite ou por causa de uma dobrinha aqui e outra ali, preocupação por estar abaixo do peso (sim, isso também existe!), preocupação por causa do tamanho dos seios (muito pequenos, muito grandes)... Esqueça tudo isso! Não vou dizer que é fácil, porque sei o quanto algumas dessas coisas incomodam. No entanto, posso te dizer que, ao aprender a gostar de si mesma, isso desaparece.  Até porque há tantas outras coisas para considerar: a química entre o casal, a forma como você trata o boy, a forma como fala, a forma como anda… Há outras mil coisas que superam essas que te preocupam.  E pensa comigo: você vai perder aquele sexo delícia com seu boy porque não está contente com sua aparência? Se ele está ali e quer ficar com você, significa que ele não liga para uma dobrinha a mais ou uma celulite.  Superar a vergonha do corpo ou superar essas neuras é um dos caminhos para sua felicidade, acredite! Dica de leitura: Aprenda a se amar antes de amar outra pessoa

2 - Livre-se de tabus e preconceitos

Uma das coisas boas do mundo contemporâneo é que podemos falar abertamente sobre sexo e nos livrarmos de certas crenças que carregamos desde a juventude. Tabus e preconceitos tendem a fazer com que mulheres tenham receio de se expor, de mostrar e falar sobre o que gostam.  Ficar retraída durante o sexo pode ser não ser algo agradável para o boy, e certamente não é algo agradável para a mulher, sobretudo se ela tem vontade de se soltar mais e não consegue.  Tenha uma coisa em mente: você tem todo o direito de sentir prazer e de se sentir bem com isso. Trabalhe as crenças erradas que tem em relação ao sexo e se permite curtir e ser sexualmente realizada.  Isso se reflete em suas relações e pode transformá-la em uma mulher boa de cama. 

3 - Fale e mostre do que gosta

Esta última dica pode parecer meio óbvia, mas acredite, não é. Muitas mulheres ainda têm problema em falar sobre o que gosta na cama.  No entanto, se não souber como fazer isso — e se não fizer, pode estar deixando de lado ótimas oportunidades de curtir um sexo muito gostoso com seu parceiro.  Falar sobre o que não gosta também é fundamental. Muitas vezes, inclusive, o parceiro pode fazer algo que você não curte e isso atrapalha o seu prazer no sexo. Não deixe que aconteça. Fale que não curte e diga como e o que você curte. Mostrar também funciona. Às vezes, enquanto estão nas preliminares, por exemplo, e você quer que o parceiro faça algo, mostre a ele. Dessa forma, você só não se torna uma melhor amante como também vocês aproveitam muito mais os momentos de prazer juntos.  E então, o que achou dessas dicas? Mas não pense que acabou! Tem dicas bônus. Isso mesmo! A primeira é sobre meu livro, Boa de Cama - Uma abordagem sobre a sexualidade. Aproveite essa leitura e se transforme na mulher que deseja ser.  Outra dica é meu vídeo sobre o tema que tratamos aqui. Você pode vê-lo abaixo. Espero que tenham gostado do conteúdo. Comentem e compartilhem!  

Sou escritora, com publicações na Europa, Colunista, Life Coach e Consultora de Relacionamento, Sexualidade, Carreira, Palestrante para empresas, universo feminino e casais. Sou ainda orientadora Sexual formada pelo Cesex – filiado a WAS (World Association Sexology), tenho Formação Internacional em Análise Bioenergética (in training).