fbpx
Postado por Selma Arau No comments

O amor-próprio está sendo discutido mais do que nunca agora, mas a maioria das pessoas ainda não sabe o que ele significa. Às vezes, vai significar algo diferente para cada pessoa, mas a essência sempre será a mesma. Mas a questão é: por que se importar?

Descobri há um tempo que quando me sinto lá no fundo do poço, quando minha alma está doente e quando sou bombardeado com pensamentos autodestrutivos,  a única coisa que realmente me levanta e me faz sair de tudo isso é o amor-próprio.

Se você ainda está meio perdido nessa coisa de se amar mais, então você veio ao lugar certo. Eu montei uma lista com algumas dicas para ajudar você a começar. Mas antes…

 

O dilema do amor-próprio

Então você está chateado consigo mesmo, pensando no que há de errado com você, certo? “Estou errando demais. Eu não consigo mudar. Eu só sei reclamar e me odeio pelo que aconteceu ontem. Eu fracassei naquele dia e foi tudo culpa minha. Eu me odeio…”

Esse tipo de pensamento é comum em pessoas que levam o amor-próprio apenas como uma recompensa por um dia bem-sucedido. No entanto, já dizia Aristóteles: “Os seres humanos, no fundo, amam o eu mais do que os seus outros favoritos (família e amigos), mas podem acreditar que amam seus outros favoritos mais do que amam a si mesmos.”

Ou seja, isso significa que você já se ama. Você não precisa aprender a como se amar, você já se ama, só precisa lembrar e acreditar.

Agora, vamos o que interessa… Fique com as dicas de como desenvolver o amor-próprio.

 

1. Construa um ciclo de amigos preciosos

Embora você possa pensar que consegue fazer tudo sozinho, não é bem assim. Você precisa do amor das pessoas ao seu redor para continuar em busca de reconhecer o amor-próprio.

Fique longe de pessoas tóxicas e junte-se à pessoas positivas e contagiantes, pois assim o caminho será mais divertido. É sempre importante ter pessoas que valorizam seus esforços.

 

2. Invista muito tempo cuidando de si

Desligue a TV e esqueça o celular por 30 minutos para focar em se automimar. Minha maneira favorita de fazer isso é hidratar minha pele e meu cabelo. Procure realizar atividades saudáveis diariamente, desde uma boa noite de sono e boa alimentação até exercícios e interações sociais, sempre optando por atividades que ofereçam diversão, aventura e relaxamento. Cuide não só da sua alma, mas da sua aparência também. Torne-se uma mulher mais sexy.

Quando você tira um tempo para investir em si, suas energias se renovam e sua autoestima melhora. A autoestima e o amor-próprio andam de mãos dadas e, por isso, investir em si trará a melhor versão de si mesmo (uma pessoa confiante e amável).

 

3. Estabeleça limites e firme-se neles

Identifique o que é bom para você e o que não é, assim você saberá com clareza o que precisa compreender e o que você jamais deverá aceitar em sua vida. Nunca implore pelo amor de ninguém, nunca deixe que te tratem mal. Traga as pessoas certas para a sua vida e afaste as pessoas tóxicas. Viva com vontade e com propósito.

 

Bem, essas foram algumas dicas de como ter amor próprio. Abaixo, deixo o meu vídeo sobre o tema para complementar tudo o que foi dito aqui.


1 Comentário

Não há comentários sobre este post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um Comentário

Sou escritora, com publicações na Europa, Colunista, Life Coach e Consultora de Relacionamento, Sexualidade, Carreira, Palestrante para empresas, universo feminino e casais. Sou ainda orientadora Sexual formada pelo Cesex – filiado a WAS (World Association Sexology), tenho Formação Internacional em Análise Bioenergética (in training).