fbpx
Postado por Selma Arau No comments

Agora imagine ele apaixonar-se por uma mulher feia! Uma fera!

É mais ou menos esse o roteiro do filme “A Bela e a Fera”, só que ao inverso.
Não vou descer ao nível do machismo, dizer que o enredo é machista, blá, blá, blá… Por manter um padrão em que a mulher sempre olha a essência do homem, não sua beleza externa.

Enquanto eles são agradados com belas mulheres, princesas encantadoras, feitas a pincel, como se fossem salvar a Cinderela ou a Branca de Neve… Na oportunidade de uma mulher salvar um príncipe, bem que poderia colocar também uma fera.

Quero apenas pedir novos modelos de fantasias…

Em que homens belos se apaixonem por mulheres feias.

Feias, no conceito de beleza padrão.
Até para ensinar as crianças que tudo é conceito. E se a personagem foge a esse conceito ela não deve ser chamada de feia. Ensiná-las a gostar de outros tipos de aparência, porque isso se traduzirá em respeito nas relações.

Crianças assistem a essas mensagens e, de repente, podem continuar reproduzindo os velhos padrões de comportamento.

De que a mulher deve ser bela e jovem para o homem amá-la.

Transforma a menina em uma mulher eternamente insatisfeita com a sua beleza porque fora educada a receber elogios e amor a partir da sua imagem.

Entrará no círculo vicioso de relações vampirizadas, assunto que abordo no meu novo livro “O Segredo da Mulher de Sucesso no Amor e na Carreira” (Compre aqui).

Sinto falta de ver nas telas dos cinemas e nas novelas histórias de homens mais jovens que se apaixonam pela essência de mulheres mais velhas.

E que vivam felizes para sempre…


1 Comentário

Não há comentários sobre este post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um Comentário

Sou escritora, com publicações na Europa, Colunista, Life Coach e Consultora de Relacionamento, Sexualidade, Carreira, Palestrante para empresas, universo feminino e casais. Sou ainda orientadora Sexual formada pelo Cesex – filiado a WAS (World Association Sexology), tenho Formação Internacional em Análise Bioenergética (in training).