fbpx
Postado por Selma Arau No comments

“Quando eu perder 10 quilos, ficarei mais bonita.”

“Se eu fosse mais magra, talvez as pessoas se interessassem por mim.”

“Estou gorda, ele não iria me querer.”

Estou gorda nessa roupa.”

“Estou magra demais, ele não vai me achar atraente.”

 

Você já se pegou tendo esses pensamentos?

Acreditar que o nosso corpo nos define, principalmente o nosso peso, é um erro. Mudar o corpo ou reduzir o peso não vai mudar o seu valor. Não é assim que as coisas funcionam.

Passar a vida odiando o seu corpo é um desperdício. Desperdício de toda a energia que você poderia estar investindo em pensamentos bonitos e que preencheriam sua vida.

Então, ao invés de odiar o seu corpo, hoje você tentará amá-lo do jeito que é, combinado?

Porque como disse Alexander Lowen, “nem toda pessoa que tem problema com a comida e com o corpo tem problema com a sexualidade, mas toda pessoa que tem problema com a sexualidade tem problema com a comida e o corpo”

Então, já percebeu que não aceitar o próprio corpo atrapalha a sua vida sexual, né?!

Talvez você precise de um pouco mais de amor-próprio e respeito. Isso não vai acontecer da noite para o dia. Então, tenha em mente que vai precisar praticar tudo o que eu vou dizer aqui todos os dias. Mas eu te prometo, vai acontecer e vai valer a pena.

 

1. Deixe de seguir no Instagram qualquer conta que te deixe insegura

Em vez disso, siga novas contas de meninas que esbanjam amor-próprio. Você pode não se sentir melhor de imediato, mas quanto mais você ver lindas garotas, “fora do padrão de beleza’, que aceitam seu corpo, mais você encontrará motivação para aceitar o seu também.

Você pode me seguir no Instagram também, pois lá dou muitas dicas de amor-próprio. Eu tenho estrias em minha barriga que se parecem com raios solares. Demorei para aceitá-las, porque sempre via barrigas sem elas no Instagram…

 

2. Compre roupas novas

Compre roupas novas nas quais você se sinta gostosa e confiante. Escolha peças que possam ser facilmente combinadas com outras, para que você tenha muitas opções de looks. Compre roupas que faça você se sentir bem e esqueça os modelos padrões que só servem para quem tem altura X e pesa Y. Descubra os pontos fortes do seu corpo e destaque-os, e vai aprendendo a gostar dos supostos “pontos fracos”. Eles vão deixar de existir a medida em que aumenta o seu amor-próprio.

 

3. Crie seu próprio estilo especial

Já parou para pensar que você pode inspirar outras mulheres ao assumir o seu estilo?

Olhe suas novas roupas como um novo estilo especial e não como uma maneira de esconder o seu corpo. Olhe o seu corpo como único, sem compará-lo com outro, essa é a verdadeira beleza!

 Assim você sentirá menos pressão ao se vestir todos os dias.

 

4. Quando pensar em insultar seu corpo, substitua o insulto por um elogio positivo

Ao substituir comentários negativos sobre o seu corpo por elogios, lentamente, o positivo, ganhará mais força.

Insultar o seu próprio corpo não contribuirá para melhorar sua visão sobre ele.

Faça um pacto consigo mesma: sempre se elogiar! Mesmo que não esteja acreditando muito, repita palavras de poder (eu vou te ensinar umas técnicas da física quântica poderosíssimas, no meu curso online) até o seu cérebro entender quem manda nessa casa, haha.

 

5. Lembre-se que mudar seu corpo não mudará sua vida

Mudar o seu corpo não vai mudar você, mas mudar você através do amor-próprio mudará o seu corpo, caso seja esse o seu desejo. Lembre-se disso constantemente!

Seu corpo é apenas um reflexo do que pensa sobre si mesma. É um recipiente para a alma bonita que você tem. Assim como não tentaria calçar um tênis muito pequeno, não há necessidade de tentar vestir um jeans muito pequeno só porque alguém do “padrão de beleza” veste um.

Se você se sente desconfortável com o seu corpo e até insatisfeita com ele, tem dificuldade de vivenciar a intimidade, você precisa começar pelas mudanças internas. Te ensino isso no Mulheres Bem e Amadas, meu curso online que te ajudará a se aceitar mais, se sentir segura, e descobrir com essa maravilha que você é. Vou amar tê-la como minha aluna! Se inscreva na lista de espera do curso clicando aqui.


1 Comentário

Não há comentários sobre este post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um Comentário

Sou escritora, com publicações na Europa, Colunista, Life Coach e Consultora de Relacionamento, Sexualidade, Carreira, Palestrante para empresas, universo feminino e casais. Sou ainda orientadora Sexual formada pelo Cesex – filiado a WAS (World Association Sexology), tenho Formação Internacional em Análise Bioenergética (in training).