fbpx
Postado por Selma Arau No comments

Deixe-me te perguntar

Quem é você?

Seu pensamento imediato foi o que você faz no trabalho, onde você mora ou com quem você se relaciona?

Bem, você não é o seu cargo no trabalho. Você não é a cidade em que mora. Você não é a pessoa que está namorando. Você não é o seu currículo, seu Facebook e, principalmente, seu perfil no Instagram. Você não é singular.

Todos nós somos muitas coisas, mas não nos vemos sem as coisas que nos apegamos.

Por isso, quando você perde algo importante, a sensação de estar deixando de ser quem você é vem à tona, mas na verdade, só está deixando de lado o que pensava que era.

Pode ser terrível perder algo que você considera importante ou fundamental para a sua vida. Mas e se você perder essa coisa? Talvez signifique que você estava apegado com força e longe de quem e do que realmente deveria ser.

Seja um trabalho só por status que não te faça feliz ou um relacionamento que atrapalhe o seu crescimento, não há problema nenhum em deixar ir.

Quando você tira tudo relacional e material da sua vida, o que você imagina? O que te faz feliz? Onde você se sente bem? Quais medos te impedem? No que você é bom?

Às vezes, quando perdemos as coisas que consideramos importantes, é quando temos a chance de nos reencontrar. Você só precisa estar aberto para isso.

Esteja aberta para ver que você é capaz, poderosa e digna de uma vida repleta de amor-próprio.

Sim, perder o emprego é difícil, terminar um relacionamento é ruim, perder algo que realmente ocupava um lugar em seu coração dói mais ainda.

Qualquer perda dói, mas a perda também abre espaço para algo.

Na próxima vez que você perder algo, concentre-se menos na perda e comece a perceber as mudanças em sua vida. Você irá se encontrar e começará a ver que é uma mulher muito mais valiosa do que um título qualquer. Você é mais do que acredita!

Agora, deixe-me perguntar de novo.

Quem é você, verdadeiramente, sem nada e nem ninguém?

 

Se você sente dificuldade em se sentir bem consigo mesma, sem nada e nem ninguém, você precisa começar pelas mudanças internas.

Eu te ensino isso no Mulheres Bem e Amadas, o meu curso online que te ajudará a se aceitar mais, se sentir segura, confortável consigo mesma e, principalmente, se amar mais.

Se inscreva na lista de espera clicando aqui. Vou amar tê-la como minha aluna!


1 Comentário

Não há comentários sobre este post ainda. Seja o primeiro!

Deixe um Comentário

Sou escritora, com publicações na Europa, Colunista, Life Coach e Consultora de Relacionamento, Sexualidade, Carreira, Palestrante para empresas, universo feminino e casais. Sou ainda orientadora Sexual formada pelo Cesex – filiado a WAS (World Association Sexology), tenho Formação Internacional em Análise Bioenergética (in training).